Frida Giannini, diretora criativa da Gucci

Documentário narra história de Frida Giannini, ex-diretora criativa da Gucci

Sempre falo aqui sobre filmes e documentários de moda, algumas das minhas grandes paixões! Se você ainda não viu, vale a pena conferir meus posts sobre 10 filmes de moda e também sobre o documentário de Manolo Blahnik. No Inspira de hoje quero indicar outro documentário incrível pra você: The Director: uma criadora na Gucci.

Pôster do documentário The Director

O documentário conta a história de uma das mulheres mais importantes da moda, Frida Giannini. Frida assumiu o posto de diretora criativa da Gucci, uma das maiores grifes mundiais, em 2006, sucedendo Tom Ford. O filme foi lançado no Festival de Tribeca em 2013, um ano antes de sua saída da empresa, atualmente comandada por Alessandro Michele. A direção é de Christina Voros.

The Director: uma criadora na Gucci

O documentário é produzido pelo ator James Franco, indicado ao Oscar de Melhor Ator pelo filme 127 horas. Você pode até estranhar a sua participação no projeto, mas o que poucos sabem é que os dois são amigos de longa data e estudaram juntos na Tisch School of the Arts, em Nova York.

Frida Giannini e James Franco

Ao longo do filme, você acompanha os bastidores da grife, filmados durante 18 meses. Frida aparece organizando castings, desenhando croquis e fazendo provas. O filme retrata passagens íntimas de sua vida, como o momento em que descobriu que estava grávida.

O que gostei muito é que o documentário vai além das passarelas e mostra todo o processo criativo e a visão artística da estilista. Um de seus grandes trunfos foi colocar a estampa de flores e insetos Flora nos acessórios da marca. A estampa foi concebida em 1966, como uma homenagem à atriz e princesa de Mônaco Grace Kelly.

Estampa Flora

Outra padronagem clássica, a Diamante (primeira assinatura da Gucci, lançada na década de 1930), foi alçada novamente ao posto de protagonista ao ser eleita pela estilista como o ponto central do pre-fall 2014. Ao longo do filme, percebemos que transformar peças clássicas em desejos da moda contemporânea é uma especialidade de Frida.

Passarela da Gucci

“Meu processo criativo está sempre em curso. Estou constantemente observando o que me rodeia: pessoas, lugares e objetos. Minha visão envolve um casamento entre passado, presente e futuro. Minha inspiração vem tanto do meu atual estado de espírito, como dos arquivos da Gucci dos últimos 90 anos”, declarou, em entrevista à revista Vogue.

Anúncio da Gucci

Outro ponto muito importante do filme é quando ele mostra como Frida pegou uma empresa em declínio e fez com que ela recuperasse a influência no mercado. É admirável ver como a estilista devolveu a grife às suas raízes e renovou a marca.

 

A trajetória de Frida Gianini

Frida foi diretora criativa da Gucci

Filha de pai arquiteto e mãe professora de história da arte, Frida não estudou em nenhuma grande escola de moda. Seu começo na carreira foi trabalhando em uma empresa desconhecida de prêt-à-porter. “Meu pai passou por dificuldades financeiras quando estava no fim da faculdade e tive de trabalhar onde deu. Mais tarde as coisas melhoraram e fui atrás de um emprego mais promissor”, contou à Vogue.

Nessa nova fase, Frida conseguiu um trabalho nos ateliês da Fendi. Começou trabalhando com roupas e, depois de três temporadas, foi transferida para a ala de couro, onde se destacou. Após cinco anos, em 2002, trocou a Fendi pela Gucci. Na época, ela foi escolhida para ocupar o cargo de designer de bolsas e acessórios da marca. Dois anos depois, já estava sendo apontada como sucessora de Tom Ford. É sempre importante frisar que a estilista conquistou espaço em um ambiente dominado por homens, sendo uma das únicas mulheres a ter liderado uma grande empresa de moda.

Frida à frente da Gucci

“Senti uma forte responsabilidade nos meus ombros. Não conseguia dormir de tão nervosa e acabei estressando minha equipe. Eu tinha uma herança muito forte do Tom Ford, mas não queria replicar o que ele fizera dez anos antes porque sentia que era um novo momento e uma geração diferente. Sou mulher e tinha outra sensibilidade. Então, passo a passo, construí minha visão na direção criativa da marca”, disse, em entrevista à Elle.

A estilista também ficou conhecida por ter inserido a marca na filantropia. Em 2013, ela criou a iniciativa Chime for Change, evento que convida celebridades a arrecadar fundos para causas femininas.

Plataforma Chime for Change

Frida é casada com Patrizio di Marco, ex-CEO da Gucci, e tem uma filha, Greta.

Marido de Frida

O resto dessa história você fica sabendo no documentário, que, aliás, foi sucesso de crítica. Dá uma olhada no trailer:

Depois que assistir me conte o que achou, vou adorar saber!